Bolsonaro diz que auxílio emergencial segue até dezembro com valor menor

Ainda sem valor definido pelo governo, o valor abaixo dos R$ 600 será cumprido nos últimos meses do ano apesar “dos poucos recursos do país”

O presidente Jair Bolsonaro voltou a afirmar neste sábado (29/8) que o auxílio emergencial será prorrogado até o mês de dezembro. A declaração ocorreu durante discurso na solenidade de inauguração do Parque de Usina de Energia Fotovoltaica, em Caldas Novas. Bolsonaro disse também que tem feito o possível com “os poucos recursos do país”. Ainda sem um valor definido, expectativa é que ajuda fique em torno dos R$ 300.

“Temos restrições orçamentárias bastante sérias. Aqueles que recebem o auxílio quero dizer uma coisa. Quando apareceu a pandemia os primeiros prejudicados foram os informais, os invisíveis. Nós criamos o auxílio emergencial por três meses, depois prorrogamos por mais dois completando cinco. Sabendo da necessidade, é pouco para quem recebe, mas muito para quem paga. O Brasil gasta por mês R$ 50 bilhões. Pretendemos, com valor menor, prorrogá-lo até o final do ano e fazer com que a economia volte a sua normalidade e se Deus quiser, isso acontecerá”, completou, na oitava visita a Goiás.

Ontem (28), o mandatário deixou claro que uma extensão após esse período é inviável. Ele disse que o valor pago “não é aposentadoria”, mas uma ajuda emergencial.

Fonte: Correio Braziliense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *