December 10, 2019 Rádio Oásis FM

‘Precisam ouvir o som da vida’: Casal oferece ultrassom a mulheres propensas a abortar

“Meu primeiro ultrassom realmente me atingiu como um trem”, diz Hannah. “Não é real para muitas mulheres até que você ouça o coração do bebê. Como as pessoas podem abortar? Como alguém pode tirar essa vida? É um bebê!”, indigna-se.

Hannah tinha 17 anos quando descobriu que estava grávida. Viciada em drogas e sem esperança, ela deu de encontro com um grande ônibus azul brilhante com as palavras “Free on Board Ultrasound” (Ultrassom grátis a bordo). A jovem foi até lá e entrou.

O veículo estacionado ao lado daquela rua movimentada era um dos 43 ônibus da Save the Storks (Salve as cegonhas), um projeto do casal Joe e Ann Baker, que começou em 2012 com o objetivo disponibilizar unidades médicas móveis em todo os EUA para atender mulheres propensas ao aborto.

Como tudo começou

Em 2010, Joe fez uma viagem missionária. Não para um país estrangeiro, mas para a cidade de Nova York. Lá ele se juntou a defensores pró-vida que estacionaram uma van de transporte, equipada com aparelho de ultrassom fora de uma clínica de aborto no Bronx.

Eles estavam lá oferecendo ultrassonografias gratuitas e assistência a qualquer mulher que desistisse de abortar. Foi ali que Joe conheceu uma mulher que ajudaria a mudar o curso de sua vida.

“Essa mulher vem até mim e diz: ‘Estou aqui para a minha consulta’”, lembra Joe.

“Eu não tinha certeza do que deveria dizer, então comecei a gaguejar e falar que não trabalhava para aquela clínica. ‘Você gostaria de abortar’? perguntei à mulher que me respondeu, ‘Com certeza’”, conta o missionário sobre sua primeira experiência que iria impedir um aborto.

A mulher subiu na van enquanto Joe orava. Ela saiu 40 minutos depois, segurando seu telefone. Joe perguntou: “Quem você está chamando?” Com lágrimas nos olhos, a mulher disse: “Eu estou chamando minha mãe para dizer que ela vai ser avó.”

Foi nesse momento que Joe e a vida de sua noiva Ann mudaram.

Um ano depois, Joe e Ann se casaram. Em vez de comprar uma casa, compraram uma van e começaram sua visão do que seria a Save the Storks.

Implantar Unidades Móveis

Hoje, cada unidade móvel, que é utilizada por centros de gravidez, é equipada com uma área de aconselhamento e equipamentos de última geração para dar às pacientes o primeiro vislumbre da vida que está crescendo dentro delas.

“Nós ficamos em lugares onde as pessoas precisam de ajuda e encorajamento”, explica Natasha Smith, da Save the Storks.

Ela explica que a Save the Storks treina pessoas para serem líderes pró-vida: “São feitos treinamentos para captação de recursos, planejamentos estratégicos sobre o ABC da mobilidade, a formação de advogados e o coaching executivo de vida.”

Muitos dos centros de gravidez que a Save the Storks também usa, têm ultrassom e aconselhamento disponíveis. No entanto, as clínicas móveis permitem a eles a flexibilidade de estacionar fora de clínicas de aborto, de despensas de alimentos e de outras áreas onde possam alcançar mulheres preocupadas com o aborto.

“Eu vi uma mulher a bordo de um ônibus em Nova York”, disse Natasha. “Ela tinha acabado de perder sua consulta de aborto e nossa afiliada local a convidou para fazer um ultrassom gratuito. Quando a jovem saiu do ônibus, cerca de 45 minutos depois, todo o seu semblante havia mudado”, contou.

“Ela não queria olhar ninguém nos olhos antes, mas agora ela estava radiante com o sorriso mais bonito. Ela abraçou todos nós na calçada quando se afastou da clínica de aborto. Foi incrível ver como a esperança e a alegria podem substituir o sofrimento, o medo e a vergonha quando uma mulher recebe apoio”, afirma.

Quatro em cada cinco mulheres que entram no ônibus da Save the Storks escolheram a vida para seus bebês. Mas a ajuda não para por aí. O centro de gravidez trabalha com as mulheres para ajudar a eliminar as razões pelas quais o aborto parecia ser a única opção.

“As vozes mais fortes em nossa cultura não representam a maioria e ficamos gratos por fazermos parte da próxima geração de um meio amoroso e compassivo de expressão pró-vida”, acrescenta Natasha.

“Queremos que todas as mulheres prosperem. Elas são fortes. Elas podem ter sucesso. Acreditamos que elas podem fazer qualquer coisa com o apoio dessa rede que existe para ajudá-las”, conclui.

Fonte: Guiame

Banner
Related Posts

Índia anuncia detenção de três líderes políticos da Caxemira

agosto 6, 2019

agosto 6, 2019

A Índia anunciou a detenção de três líderes políticos na Caxemira considerados uma ameaça para a paz, depois que o governo indiano...

“Eu escapei do Boko Haram”, diz ex-esposa do um dos líderes do grupo terrorista

julho 23, 2019

julho 23, 2019

Esther é uma cristã nigeriana que foi sequestrada aos 17 anos pelo grupo terrorista Boko Haram. Ela se apresentou ao presidente...

Pastor é assassinado a queima-roupa durante o culto

agosto 22, 2019

agosto 22, 2019

Um pastor no sudoeste do México foi baleado e morto durante um culto na igreja no último domingo, 18 de...

Senador americano promove 40 dias de jejum e oração por por “paz, justiça, amor e solidariedade”

julho 26, 2019

julho 26, 2019

O senador do distrito de Ocala, Flórida, Dennis Baxley, assinou uma proclamação que convida a comunidade a participar de um jejum de...

Ataque do Boko Haram mata 65 pessoas após funeral na Nigéria

julho 29, 2019

julho 29, 2019

Combatentes do Boko Haram mataram 65 pessoas em um ataque neste sábado(27) depois de uma cerimônia fúnebre em uma vila do nordeste...

Jesus é desconhecido pela maioria das pessoas na Europa, diz movimento o “Revive Europe”

agosto 14, 2019

agosto 14, 2019

Em fevereiro, o IFES e outras organizações parceiras na Europa iniciaram o “Revive Europe”, uma iniciativa para “orar e jejuar pelo...

Mais de 600 mil fiéis abandonam suas igrejas na Alemanha em 2018

julho 24, 2019

julho 24, 2019

As igrejas cristãs da Alemanha perderam cerca de 660 mil membros em 2018, segundo dados divulgados pela Conferência Episcopal Alemã. Os dados...

Ex-presidiário retorna à penitenciária como capelão para evangelizar detentos

agosto 14, 2019

agosto 14, 2019

Frank D. Gossett passa 40 horas por semana na Instalação Correcional de Bullock, no Alabama, como capelão voluntário da Assembleia de...

Após ebola, médico volta à África para evangelizar

julho 28, 2019

julho 28, 2019

O médico cristão, Kent Brantly, que quase perdeu a vida após contrair o vírus Ebola enquanto servia a Libéria, anunciou que Deus...

Comments
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *