São Paulo registra mais duas mortes por coronavírus

Total no Brasil chega a três; vítimas tinham 65 e 80 anos

O estado de São Paulo registrou mais duas mortes em decorrência do novo coronavírus. Segundo informações da unidade hospitalar onde os óbitos ocorreram, as vítimas tinham 65 e 80 anos. Uma delas apresentava histórico de doenças associadas, o que agravou o quadro clínico, e outra não apresentava doenças crônicas. Os pacientes estavam internados no Hospital Sancta Maggiore, na capital paulista, desde 15 de março.

Com as duas mortes confirmadas, o total de óbitos por coronavírus no Brasil chegou a três. No dia 17 de março, ocorreu o primeiro caso, também em São Paulo. O paciente tinha 62 anos, e era diabético e hipertenso.

Em entrevista coletiva no Palácio do Planalto nesta quarta-feira (18), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ressaltou que, mesmo com a crescente do número de casos do novo coronavírus no Brasil, a vigilância brasileira tem se destacado em comparação a outros países.

“Nossa vigilância é considerada hoje a que pegou os casos dentro do Brasil com mais rapidez, conseguimos seguir paciente por paciente, identificamos transmissão sustentada por nexo epidemiológico. A grande maioria dos países começou a perder pacientes quando chegava em 80 casos”.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ainda reforçou a importância e ação integrada realizada pelo governo para controlar a pandemia do vírus no Brasil.

“A criação junto com o ministro Braga Neto, que fizemos ainda no início, quando reconhecemos a epidemia, fizemos o comitê interministerial para amparar as medidas de saúde. Agora, elas são muito maiores do que a competência apenas da Saúde. O espectro é muito maior”.

Nesta semana, o Ministério da Saúde liberou R$ 432 milhões aos estados para reforçar o enfrentamento ao novo coronavírus. Além disso, 540 leitos novos começaram a ser distribuídos para os 26 estados e o Distrito Federal.

Reportagem, Thiago Marcolini  / Agência do rádio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *